Busca

Marketing Cinema e Televisão

Marketing e Varejo

Categoria

Colaboradores

Caribou Coffee transforma paradas de ônibus em fornos elétricos

Para promover os seus novos sanduíches quentes, a Caribou Coffee’s transformou algumas paradas de ônibus de Minneápolis em fornos elétricos.

A criação é da Colle+McVoy, que montou uma estrutura que aquecia as pessoas que esperavam o ônibus.

Muito bom! A pessoa se sente em um forninho.

De certa forma foi simples, pois o diferencial dessa criação foi pensar em fazer uma estrutura que gera calor, ou seja, uma luz quente que de certa forma não é difícil de se conseguir. Um ar de neon que fica idêntico ao interior do forno elétrico aquecido.

Só faltou ter cheirinho de café…fica aí a dica…

 

Por: Sandra Mendes / baseado em Comunicadores

Institucional da Johnnie Walker

Comercial institucional da Johnnie Walker, que conta a história da empresa com muita criatividade.

Johnnie Walker uma das primeiras marcas de alcance mundial, nasceu da maneira mais natural do mundo: a partir do nome do seu fundador e o homem de casaca e cartola andando surgiu da mesma forma: a partir de um desenho feito pelo cartunista Tom Brown no verso de um cardápio numa mesa de bar na Escócia. O símbolo do homem que caminha – Striding Man, em inglês – foi criado em 1908.

Um homem bem vestido, uma garrafa quadrada e muita história para contar. Estas são algumas características da marca Johnnie Walker. Muito conhecida por propagar frases que motivam e criam o interesse, o Marketing da Johnnie Walker encanta e faz brilhar os olhos em seu vídeo institucional. O Filme e sua história é interpretada e narrada pelo ator Robert Carlyle, contratado pela JW e a BBH London, precisou de 40 tentativas até ficar perfeito. Entretanto, enche os olhos e prende a atenção do espectador. Utilizaram uma trilha sonora que deu outra cara ao vídeo (um ar ‘épico’, talvez), filmaram tudo em uma tomada só, e os elementos que aparecem durante a caminhada do protagonista realmente estavam lá. Apesar de não ser nenhuma novidade é um resumo poético da história de uma grande marca.

O que quero mostrar com esse vídeo é que para se fazer um “filme” seja ele com qualquer duração, é preciso ter criatividade.

Como você imagina que foi o processo de criação desse vídeo?

Assista:

 

Selecionei alguns vídeos que gostei muito:

 

 

 

Leo Burnett Worldwide/Green Label/2006

 

Por: Sandra Mendes

Cinema 2011 – 01 [#ROTEIRO]

Ola internautas, tudo bom? Para esse ano de 2011 preparamos algo diferente para vocês nas colunas sobre cinema, agora ela é quinzenal e vamos passar por todas as etapas de um filme, começando com a idéia e o roteiro chegando ate a distribuição nas salas de cinema.

Então vamos começar a falar sobre o ROTEIRO!

 

Roteirista: é o profissional que cria, a partir de uma idéia, texto ou obra literária sobre a forma de argumento ou roteiro cinematográfico, uma narrativa, com seqüências de ações, com ou sem diálogos, a partir da qual se realizam as gravações para televisão e as filmagens para cinema.

 

O roteiro é a primeira etapa na materialização de uma determinada idéia. Primeiramente para escrever o roteiro, temos algumas “regras” para seguir, primeiramente a formatação usada para escreve-lo:

Fonte: Courier New;

Tamanho: 12;

Numeração de Pagina: em cima e à direita;

Margem Vertical: em cima 2,5 cm; embaixo 2,5 cm / 3 cm;

Linha de ação e Cabeçalho: esquerda 3,5 cm /  direita 3,4 a 4 cm;

 

Seguindo essa formatação padrão temos uma proporção de uma página corresponde a um minuto do filme.

 

O ato de escrever é um habito que requer muito treino, dedicação e paciência. Ter uma idéia, ou melhor, uma boa idéia, é apenas o começo de um processo que exige muito esforço e insistência. O principal quando você começa a escrever um roteiro é perguntar a si mesmo o quanto você sabe sobre o assunto que pretende escrever, você deve estudar e conhecer bem o assunto que você vai abordar. E ter alguns hábitos como assistir muitos filmes, ler muitos livro e escrever muito mesmo. Se este é seu primeiro roteiro, escreve sobre um assunto no qual você domine e que precise estudar pouco mesmo assim estudo o assunto.

 

É graças ao roteiro que o produtor terá informações para elaborar o orçamento após muitas decupagens, elaborar o cronograma, lá encontramos informações do tipo quantos atores principais, secundários, cenas internas, cenas externas, veículos em cena e muito mais.

 

Mesmos durante as filmagens um roteiro pode sofrer algumas mudanças, no filme “O Código Da Vinci” por exemplo o roteiro teve 28 alterações, para essas alterações damos o nome de tratamento, cada mudança no roteiro é um tratamento por tanto “O Código Da Vinci” teve 28 tratamentos.

 

Há algumas etapas antes de começar a escrever o roteiro. Para esclarecer as idéias num papel é melhor começar por uma sinopse que é a história com inicio, meio e fim com, no máximo, duas páginas. Roteiristas profissionais escrevem muito mais sinopses do que roteiros. Há também o argumento que é a história entre 15 e 45 páginas, relatando a trama e os personagens de forma visual. A escaleta é o esquema estrutural do roteiro (esqueleto) com cabeçalho e descrição de cenas.

 

Então vamos lá pegue agora mesmo papel e lápis e comece a escrever seu primeiro roteiro!

Para você novato aqui temos algumas sugestões de sites, softwares e livros:

SITES:

www.cinemabrazil.com/roteiroteca

www.sobresites.com/cinema/roteiro

www.roteirodecinema.com.br

SOFTWARES:

Final Draft

Simply Screenplay

AbiWord

LIVROS:

Manual do Roteiro – Syd Field

O Poder do Clímax – Luiz Carlos Maciel

Da Criação ao Roteiro – Doc Comparato

 

Não perca a próxima coluna sobre cinema, iremos falar como você pode proteger a autoria de seu roteiro e o começo das negociações.

 

Fontes: Revista de Cinema; O Cinema e a Produção; Os Segredos dos Roteiros da Disney, Código Da Vinci: O Roteiro Ilustrado.

A importância da cor no projeto de Design – 3

 Olá pessoal!

Continuando o nosso assunto sobre cores, é importante dizer que o significado de cada uma delas depende muito do contexto social cultural e psicológico, dependem da relação com a situação e principalmente, da interação com outras cores.

O branco e o preto por exemplo, podem ter diferentes conotações:

Significado das cores:

Cinza
Do latim, cinicia, ou do germânico gris.

-Tédio, tristeza, velhice, pena.
-Seriedade, sabedoria
-Passado, desanimo
-Aborrecimento, decadência

Vermelho
Do latim vermiculus (verme, inseto)

-Calor, paixão, violência
-Perigo, guerra, ira, glória
-Vida, ousadia, emoção
-Dinamismo, força, energia
-Coragem, esplendor, vigor, intensidade, poder,

Laranja
Do persa narang (flamejar do fogo)

-Calor, euforia, luminosidade, advertência
-Alegria, força, energia dureza
-Tentação, prazer, senso de humor

Amarelo
Do latim amaryllis (cor da luz irradiante)

-Conforto, alerta, iluminação, gozo, ciúme, expectativa
-Esperança, orgulho, idealismo, inveja, ódio
-Egoismo, euforia, originalidade

Verde
Do latim viridis (faixa harmoniosa entra o céu e o sol)

-Umidade, fresco, verão, bem-estar, paz, saúde, abundancia, descanso
-Tranquilidade, segurança, natureza, equilíbrio, crença, serenidade
-Juventude, suavidade

Azul
Do persa lázúrd (azul)

-Frio, mar, céu, feminilidade, tranqüilidade, viagem, verdade, sentido, afeto
-Paz, intelectualidade, advertência, precaução, serenidade, infinito, amor
-Confiança. Meditação,conservadorismo, tecnologia

Roxo
Do latim russeus (vermelho carregado)

-Noite, janela, aurora, sonho fantasia, mistério
-Profundidade, justiça, egoísmo, grandeza
-Espiritualidade, calma, delicadeza, dignidade

Por hoje é só, na próxima semana, vamos falar de algumas combinações, e exemplos de alguns cases.

Até a próxima o/

Da Redação: Ange Kilcher

Leia a primeira parte do post.

Leia a segunda parte do post.

Leia também:  Mas o que é Gestalt? e Continuando a falar sobre Gestalt.

 

Por que o mercado não é voltado ao público masculino?

Vamos começar a falar um pouco sobre o comportamento do homem no processo de compra.

Sabemos que é um tema não muito comentado e também pouco explorado, por isso, partimos para um estudo e coleta de informações em livros e artigos para compartilhar com os leitores do Blog Marketing Cinema e Televisão. 

Divideremos as informações, para que se torne uma leitura agradável e instrutiva.

Pedimos a colaboração de todos que possam incrementar esssas informações com comentários, dicas e percepções.

Boa leitura!

Young woman in changing room, man in background

Homens e mulheres diferem em quase tudo, principalmente na forma de comprar. Podemos observar que homens não gostam de fazer compras, só fazem quando realmente é necessário. E quando tem que acompanhar uma mulher às compras, a paciência é uma virtude.

Como resposta a isso, todo o processo de experiência de compra como a embalagem, publicidade, merchandising, projeto de loja, costuma ser voltado para a mulher.

O homem desde criança é acompanhado por mulheres na decisão de compra, quando pequenos pelas mães, depois namoradas e esposas. As mulheres têm mais afinidade com o nosso conceito de compras:

– percorrer calmamente as lojas;

– examinar mercadorias;

– comparar produtos e valores;

– interagir com vendedores;

– fazer perguntas;

– experimentar coisas, etc.

Man Paying with Credit CardEm geral, os homes em comparação, parecem rebeldes. Os homenssempre andam mais rápido em corredores de loja, do que as mulheres. Eles gastam menos tempo olhando. É difícil fazê-los olhar algo que não tenham a intenção de comprar. Eles não gostam de perguntar onde estão as coisas, enfim, não gostam de perguntar.

Se ele entrar em uma loja e não encontrar onde fica o que quer, sem insistir muito, vai embora sem perguntar nada.

O homem entra na loja, se encaminha para o produto que deseja, vaio até o caixa para pagar. Sem ter tido nenhum prazer aparente no processo. Se o homem chegar a levar uma roupa para o provador, ele só não levará se não couber.

65% dos compradores do sexo masculino que experimentam uma roupa, compram, contra 25% das mulheres.

No layout da loja de roupas, deixe o provador masculino próximo do setor masculino de roupas. Caso não seja possível, deixe sua localização muito bem sinalizada.

85% das mulheres olham a etiqueta de preço contra 72% dos homens.

Para o homem, ignorar a etiqueta de preço é quase uma medida de virilidade. Com resultado, os homens são induzidos a um valor de compra médio, mais elevado, muito mais facilmente do que as mulheres.

Os homens aceitam mais sugestões do que as mulheres – parecem tão ansiosos por sair da loja que dizem “sim” para quase tudo.

Mas os homens estão fazendo mais compras, aprendendo a adquirir coisas que seus pais nunca tiveram que comprar. Casam-se com mulheres que trabalham tanto e tão arduamente como eles, dividindo a responsabilidade das compras.

É importante observar, que devido a esse crescimento, pensar em displays e experiência de compra para eles é fundamental. Um local muito interessante de se observar o homem nas compras, é no supermercado. Lá, é possível ver a despreocupação e indisciplina que caracterizam o homem.

Single father shopping with sonSe observar, a maioria dos homens em compras o supermercado, se acompanhado de crianças, é incapaz de dizer não quando se trata de comprar comida. Afinal, ser pai é, em parte, ser provedor. É da essência da auto-imagem de um homem.

Os varejistas costumam chamar o homem de porta-carteira: venda para a mulher, mas perto do homem.

Porque embora possa não curtir a experiência da compra, o homem sente uma nítida emoção na experiência de pagar. Ela lhe permite sentir-se no comando, ainda que não esteja.

Falamos mais sobre isso na próxima semana. Até lá!!!

Da Redação: Sandra Mendes

Acesse a segunda parte sobre o mercado masculino.

 

A importância da cor no projeto de Design – 2

Olá pessoal! 

Continuando a falar das cores, vocês sabiam que a escolha certa da cor pode influenciar o cliente na hora da compra?

É isso mesmo, estudos comprovam que a influência das cores sobre o estado emocional, produtividade e qualidade do trabalho de um indivíduo.

Existem dois casos: a compra pela emoção e a compra pela razão.

Na compra pela emoção o consumidor é pego de surpresa, não planeja a compra. É conquistado, fisgado pelo produto.

A compra pela razão, é aquela que envolve o planejamento e a necessidade. Nos dois casos, a cor tem um importante papel.

Sim, cor é coisa séria! 

Vejamos aqui o significado de cores quentes e frias:

Cores quentes 

Confraternização,
Estímulo / atividade cerebral

Vermelho

-Saliente, agressiva, estimulante

-Cor do fogo e do sangue
-Sensação de calor, aproximação e euforia
-Utilizada para se criar ambientes ou produtos quentes e aconchegantes.

Cor muito quente-Acolhedora, saliente e viva
-Evoca o fogo, o sol, a luz e o calor assim como o vermelho e o amarelo
-As áreas pintadas pelo laranja representam ser maiores do que são
-Cor psicologicamente capaz de ativar a digestão.

Laranja

Cor luminosa

Amarelo
-Evoca dominação, riqueza material e espiritual
-Representa o calor, energia e claridade.
-Desde a antiguidade está associada com a cor do sol e do ouro
-Opõe-se à passividade e à frigidez do azul. 

Cores friasRelaxamento, introspexão
Azul

-Cor fria por excelência.
-É calmante e sonífera
-Dá a sensação de frescor
-Exerce apelo intelectual, inteligência e raciocínio.

Cor passiva-Alivia tensões e equilibra o sistema nervoso,por isso é muito usada em hospitais, locais de repouso e mesas de jogos
-É associada à esperança, felicidade e liberação do movimento para frente (sinal verde)

Verde

Branco
-Cor da pureza e inocência
-Simboliza a paz, nascimento e morte

Preto
-Sombra, frio, angústia, tristeza e morte
-Símbolo da perda, do luto e da angústia

No próximo encontro, vamos falar do significado de cada uma das cores.

Não perca !

Até a próxima o/

Da Redação: Ange Kilcher

Leia a primeira parte do post.

Leia também:  Mas o que é Gestalt? e Continuando a falar sobre Gestalt.

A importância da cor no projeto de Design

Olá pessoal! 

Aproveitando este começo de ano, desejo a todos um feliz 2011!

Com um pouco mais de tempo, volto a escrever a coluna de design, e desta vez, vamos começar o ano falando do maravilhoso universo das cores e o quanto ela é importante em uma peça de design. 

Quem estudou as cores e a luz foi Isaac Newton, ele reproduziu um arco-íris dentro de casa através de prismas e lentes.
Ele passou o arco-íris em miniatura por um segundo prisma, reconstituindo o raio de luz branca original. Concluiu então, que a cor está na luz, não no vidro. 

Os nossos olhos funcionam como prisma, eles transmitem ao cérebro tudo aquilo que vemos. Portanto, nossos olhos não podem ver a cor sem luz.

A luz do sol contém vários tipos de radiações que constituem o aspecto eletromagnético. Cada comprimento de onda corresponde a um tipo de radiação. 

A cor é conhecida por duas sínteses:

-síntese aditiva (cor luz) RGB

-síntese subtrativa (cor pigmento) CMYK

O processo aditivo é conhecido como RGB:

Red, Green, Blue.

Vermelho, verde e azul, as cores primárias.

Do preto ao branco, quanto mais cor for acrescentada, o resultado é mais leve e tende a ficar branca:

Estas cores são usadas para vídeo, TV e internet. Elas são mais brilhantes por causa da luz do monitor.

Comprimentos de onda : Física.

Para trabalhos feitos para web, teatro, vídeo, deve-se usar este modo de cores.

O processo subtrativo é conhecido como CMYK

Ciano, Magenta, Yellow, Black.

Neste processo, a cor é determinada pelo pigmento. Os pigmentos próprios da natureza, dão cor a todos os materiais.

-Os minerais
-O óxido de ferro
-O urucum
-As folhas e frutos
-O carvão entre outros

Com o tempo, a tecnologia criou pigmentos sintéticos, as cores artificiais.

Cada pigmento possui uma cor. Estamos falando das cores primárias, pois a partir delas todas as outras são possíveis.

Do branco ao preto, quando se acrescenta cor, o resultado tende a ficar mais escuro e preto:

Estas cores são usadas para impressão.

Portando para trabalhos feitos para impressão deve-se usar este modo de cores.

Pigmentos cromáticos: química. Pigmentos naturais ou sintéticos: absorção da luz. 

No nosso próximo encontro, vou falar da ações psicológicas da cor e significados.

Não perca! 

Até a próxima o/

Charge Willian Machado – Porter?

Charge Willian Machado – GodMarketer

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: