Você sabe o que é SOPA?

(Stop Online Piracity Act), lei que quer tornar os sites responsáveis por todo e qualquer conteúdo que for postado pelos usuários. As penas por violações podem variar do bloqueio dos endereços até a prisão dos donos.

O mundo pode ficar sem três dos principais sites da internet por um dia inteiro. Amazon, Facebook e até o Google pretentem se desligar em protesto contra a proposta de regulamentação da rede que tramita no Senado norte-americano.

As indústrias musical e cinematográfica são totalmente favoráveis à aprovação da lei, pois querem que seus conteúdos postados ilegalmente na rede saiam de circulação.

Por outro lado, as gigantes da internet preveem que a medida alteraria drasticamente os rumos do setor. Tanto que, em 15 de novembro de 2011, empresas como Google, Facebook, Zynga, Mozilla e LinkedIn enviaram uma carta ao Congresso dos EUA sobre isso.

Markham Erickson, executivo da da NetCoalition, disse à Fox News que as empresas da associação – que inclui Twitter e Google, por exemplo – estudam como por o blackout em ação, caso o país insista em considerar a SOPA.

Dois estudantes criaram um aplicativo para Android com o qual o usuário pode ler o código de barra de um produto e, assim, descobrir se ele pertence a alguma empresa que apoia a SOPA. Com isso, a briga deixa o meio virtual para invadir o mundo real, onde as pessoas podem boicotar quem seja a favor da nova lei.

De acordo com a página que descreve o produto, já existe uma lista com quase 900 marcas ou companhias. (http://nomoresopa.com/wp/?page_id=29)

Curiosamente, o app foi lançado primeiro para a plataforma do Google, uma das companhias que ameaçou deixar os internautas no escuro se o Congresso dos EUA mantiver a conversa sobre a SOPA.

Exame e Adnews