As pessoas costumam utilizar a palavra tendência em um sentido diferente do qual ele realmente é, em um discurso, em um diálogo ou até mesmo em uma matéria.

Pesquisando sobre isso, identifiquei alguns significados, como na Wikipédia por exemplo:

Tendência é o ato de optar por algo, uma escolha entre várias alternativas, ou; uma vontade natural irrefletida no subconsciente, que se transforma em um comportamento com ou sem a devida consciência do indivíduo.

“Tendência” do latim tendentia :significa tender para, inclinar-se para, ser atraído (a) por algo que chamou a sua atenção.

Nao ajudou muito certo? encontrei outro texto que explica muito bem o significado:

O que é uma tendência?

Tendência é todo movimento social, espontâneo ou induzido, que aglutina um grupo significativo de pessoas em torno de comportamento ou características semelhantes, identificáveis numa série de tempo determinada.

Dito assim, parece complicado. Vamos por partes, então.

Se tendência é um movimento, isso sugere que é algo dinâmico, não estanque e nem imutável, ou seja, é um fenômeno que se processa na medida em que há o deslocamento de uma situação qualquer. Por exemplo: o fato de os brasileiros, em geral, serem apaixonados por futebol não é uma tendência, é uma realidade histórica. Mas se pudermos identificar que as mulheres estão se interessando mais por futebol, isso se constitui numa tendência.

Esse movimento pode ser espontâneo, determinado por um inconsciente coletivo ou condicionantes históricos ou induzido por um fator externo especifico e identificável, como legislações, campanhas de comunicação, comportamentos de celebridades, etc. Por exemplo, o aumento do número de jovens brasileiros interessados em praticar tênis, na última década, constituiuse em uma tendência induzida pelo exemplo do tenista Gustavo Kuerten.

Para se caracterizar uma tendência, é preciso que as mudanças de comportamento ou características ocorram num grupo significativo de pessoas, levando em consideração o universo analisado. Se apenas 100 pessoas no Brasil passam a ter um determinado tipo de comportamento ou estilo de consumo, isso não chega a determinar uma tendência. Mas se cem associados de um clube com mil sócios passam a demonstrar uma nova demanda, por exemplo, isso pode ser considerado uma tendência, do ponto de vista do clube.

Uma tendência tem a ver, necessariamente, com mudanças.

Sejam mudanças de comportamento, de consumo, de escala e grupamento social, de padrão econômico ou mesmo de características físicas. Por exemplo, um estudo da Unicamp identificou que o brasileiro está ficando mais alto, tendo aumentado, em medida, oito centímetros nas últimas três décadas. Isso ê, seguramente, uma tendência, porque houve mudança significativa de pelo menos uma característica de toda uma população.

Por fim, para se configurar uma tendência, é necessário transcurso de tempo, de modo que se possa constatar com segurança tais mudanças.

Digamos que, em determinado mês do ano, um grande número de adolescentes brasileiras tenha passado a exibir um novo penteado, inspirado na estrela da novela: isso não se configura uma tendência e sim um modismo.

Durante os trinta dias anteriores e posteriores a turnê dos Rolling Stones ao Brasil, cresceram as vendas de discos da banda inglesa nas lojas de São Paulo e Rio. Isso não ê uma tendência, é um evento.

Portanto, como a própria palavra sugere, para que se configure uma tendência, é preciso que algo “tenda a”, o que pressupõe movimento, mudanças, tempo transcorrido e idéia de futuro. Tendo isso em mente, você terá mais facilidade em identificar tendências, o que é muito importante para qualquer empresário, porque toda tendência representa alterações no cenário e no ambiente dos negócios, podendo exercer maior ou menor impacto sobre os empreendimentos. Uma tendência pode ser, também, um sinalizador importante sobre o surgimento de novas oportunidades de negócios. Conhecer essas oportunidades é estar em sintonia com o mercado.

Acredito que este texto tenha sido mais esclarecedor.

Outro dia eu estava lendo a revista LOLA Magazine e lá tinha uma entrevista com mulheres que identificavam tendências. Elas viajam muito e são muito perceptivas, observam as pessoas nas ruas, nos lugares, olham as roupas, os comportamentos e dizem que não é nada fácil identificar algo que ainda não existe em um número grande de pessoas.

Observo também que uma tendência que está se concretizando é a mistura de cores, tudo muito colorido. Estamos voltando ao tempo do “dancing days”. Já observou as roupas, as maquiagens, os calçados, as marcas?

Estas são as ilustrações da marca Rayban com a campanha “Never Hide” para a nova linha de óculos “Rare Prints”, que usa os traços e cores de vários artistas famosos estampados nas armações. Tudo com muita cor.

Querem mais cores?

 

E o que você consegue identificar como tendência?

Por: Sandra Mendes