Ola pessoal! 

Hoje vamos falar sobre a Gestalt.

Mas o que afinal é Gestalt ? que nome estranho é esse ?

 

Gestalt, é uma teoria que diz que a arte(e o design também), se fundam no principio da pregnância da forma, ou seja, na formação das imagens, os fatores de equilíbrio, clareza e harmonia visual constituem para o ser humano uma necessidade. E por isso, considerados indispensáveis, seja numa obra de arte, num produto industrial, numa peça gráfica, num edifício, numa escultura ou em qualquer outro tipo de manifestação visual. 

Interessante não ?

No seu inicio, ela era voltada para o estudo da psicologia e dos fenômenos psíquicos, mas com o tempo, a Gestalt acabou ampliando seu campo de aplicação e tornou-se uma verdadeira corrente de pensamento filosófico. 

E que filósofo era esse ?

O vienense e também psicólogo Christian von Ehrenfels apareceu com esta idéia no finalzinho do século XIX.

Mais tarde, por volta de 1910 a Gestalt teve seu início mais efetivo por meio de três nomes principais: Max Wertheimer, Wolfgang Köhler e Kurt Koffka da Universidade de Frankfurt.

A Gestalt, termo que vem do alemão e não tem tradução, também era uma escola: a escola de Psicologia Experimental.

 A tarefa do designer, do artista, ou de qualquer outro profissional é de conceber e desenvolver objetos que satisfaçam as necessidades de uma adequada estrutura formal, certo ?

E este objetivo é alcançado tendo como referencia os estudos e experiências realizadas pela Gestalt no campo de percepção visual da forma.

 

Ok, vamos lá:  A Gestalt é o estudo dos motivos pelos quais algumas formas agradam mais que outras.

A Teoria da Gestalt afirma que não se pode ter conhecimento do todo através das partes, e sim das partes através do todo. Compreende ? Que os conjuntos possuem leis próprias e estas regem seus elementos e que só através da percepção da totalidade, é que o cérebro pode de fato perceber, decodificar e assimilar uma imagem ou um conceito. 

Um pouco da teoria de Gestalt:

A Gestalt após sistemáticas pesquisas, apresenta uma teoria nova sobre o fenômeno da percepção. Segundo esta teoria, o que acontece no cérebro não é idêntico ao que acontece na retina. A excitação cerebral não se dá em pontos isolados, mas por extensão. Não existe, na percepção da forma, um processo posterior de associação de várias sensações. A primeira sensação já é de forma, já é global e unificada.

 

Vejamos alguns exemplos para entender melhor:

 

 

Na figura ao lado, a linha A parece maior que a linha B. Mas na verdade, elas tem o mesmo tamanho.

 

 

 

 

Os dois círculos centrais, embora pareçam diferentes, têm o mesmo tamanho.

 

 

 

Ficou interessado ?

Então não perca na próxima semana, falarei sobre os princípios básicos da organização deste sistema de leitura visual, e no final da matéria, aprenderemos como analisar uma imagem seguindo as leis de Gestalt.

 

Até a próxima! o/ 

Bibliografia: Gestalt do Objeto, sistema de leitura visual da forma, João Gomes Filho.

Acervo pessoal.

Da Redação: Ange Kilcher